[GER-LP] 13.1 – Apostila

ADJETIVO (Continuação)

1) Flexão do Adjetivo em Grau:

O grau adjetivo expressa a intensidade da qualidade dos seres, podendo ser: comparativo ou Superlativo (absoluto ou relativo).

O grau comparativo refere-se a uma mesma qualidade entre dois ou mais seres, ou duas ou mais qualidades de um mesmo ser.
Pode ser de igualdade: tão alto quanto (como / quão); de superioridade: mais alto (do) que (analítico) / maior (do) que (sintético) e de inferioridade: menos alto (do) que.

O grau superlativo exprime uma qualidade em grau muito elevado ou intenso.
O superlativo pode ser classificado como absoluto, quando a qualidade não se refere a de outros elementos e analítico quando há acréscimo de advérbio de intensidade ou ainda sintético (-íssimo, -érrimo, -ílimo), como exemplo (muito alto ⇒ altíssimo).

O superlativo pode ser também relativo quando há uma qualidade relacionada, favorável ou desfavoravelmente, a de outros elementos.
Pode ser de superioridade analítico (o mais alto de/dentre), de superioridade sintético (o maior de/dentre) ou de inferioridade (o menos alto de/dentre).

 

ARTIGO

Artigo é uma palavra que colocamos antes dos substantivos para determiná-los e, ao mesmo tempo, indicar-lhes o gênero e o número.

1) Classificação dos artigos:

Artigos Definidos: determinam o substantivo de modo exato, particular. São eles: O, OS, A, AS.

Artigos Indefinidos: referem-se ao substantivo de modo vago, impreciso, geral. São eles: UM, UNS, UMA, UMAS.

Exemplos:

O professor falou com um aluno.
(o ⇒ artigo definido | um ⇒ artigo indefinido)

Obs.: Atenção! O artigo definido restringe o objeto, nesse caso refere-se a um professor específico. Já o artigo indefinido generaliza, amplia o objeto, nesse caso refere-se a qualquer aluno.

 

NUMERAL

Numeral é a palavra que exprime quantidade, número de ordem, múltiplo ou fração.

1) Classificação dos numerais:

Os numerais dividem-se em:

a) Cardinais: indicam uma quantidade de seres.

Exemplo:

Em dois barcos vinham trinta pessoas.

 

b) Ordinais: indicam, numa série, a posição ocupada por um determinado ser.

Exemplo:

Ele foi o terceiro colocado na prova.

 

c) Multiplicativos: indicam o aumento proporcional da quantidade.

Exemplo:

Ele gastou o dobro do que tem.

 

d) Fracionários: indicam a divisão proporcional da quantidade.

Exemplo:

Ele vendeu dois terços do sítio.

[GER-LP] 12.1 – Apostila

ADJETIVO

Observe o texto abaixo:

“algo vivo e transparente”
“o coração do homem”

Diferente do substantivo, o adjetivo não nomeia os seres, o adjetivo qualifica, expressa as características do substantivo.

Exemplos:

vivo e transparente qualificam o substantivo algo.

 

O adjetivo pode vir expresso em forma de locução adjetiva, ou seja, expressão que funciona como adjetivo indicando também, como o adjetivo, uma qualidade, uma característica.

Exemplo:

o coração do homem

A expressão do homem (preposição + substantivo) expressa uma característica do substantivo coração. Algumas locuções adjetivas podem ser substituídas por adjetivos, observe a lista abaixo:

Locução Adjetiva Adjetivo
Presente de rei Régio
Amor de filho Filial
Paixões sem freio Desenfreadas
Nariz de águia Aquilino
Doença do pulmão Pulmonar
Desenho na rocha Rupestre
Águas da chuva Pluviais
Águas do rio Fluviais
Dores de estômago Estomacais
Águas do lago Lacustres
Cor de chumbo  Plúmbeo
Águas do brejo Palustres
Armas de guerra Bélicas

1) Formação do Adjetivo:

a) Primitivo: é todo adjetivo que não deriva de outra palavra da língua.

Exemplos:

veloz, sincero, novo, etc

 

b) Derivado: é todo adjetivo que vem de outra palavra.

Exemplos:

bondoso, amado, etc.

 

c) Simples: é aquele que apresenta uma só palavra.

Exemplos:

veloz, bondoso, inteligente, etc.

 

d) Composto: é todo adjetivo que apresenta duas ou mais palavras.

Exemplos:

azul-marinho, luso-brasileiro, etc.

 

2) Flexões do Adjetivo:

Da mesma forma que o substantivo, o adjetivo flexiona-se em:

• Gênero
• Número
• Grau

a) Gêneros do Adjetivo:

Considerando o gênero, o adjetivo pode ser:

Uniforme: é o adjetivo que apresenta a mesma forma para os dois gêneros.

Exemplos:

homem gentil ⇒ mulher gentil
fato comum ⇒ coisa comum

Biforme: é o adjetivo que apresenta uma forma para o gênero masculino e outra para o feminino.

Exemplos:

homem novo ⇒ mulher nova
arroz cru ⇒ carne crua

 

b) Números do Adjetivo:

O adjetivo varia em número, singular ou plural, dependendo do substantivo que ele qualifica. Na formação do plural, os adjetivos simples seguem as mesmas regras que os substantivos.

Exemplos:

homem gentil ⇒ homens gentis
carro veloz ⇒ carros velozes
terno novo ⇒ ternos novos

 

3) Plural dos Adjetivos Compostos:

As regras para a formação dos adjetivos compostos podem ser compreendidas através dos exemplos a seguir:

1º tipo: adjetivo+adjetivo

Exemplos:

cabelo castanho-escuro ⇒ cabelos castanho-escuros
tratado anglo-franco-germânico ⇒ tratados anglo-franco-germânicos
reunião sócio-cultural ⇒ reuniões sócio-culturais

Conclusão: Quando o adjetivo composto for formado por outros adjetivos, só o último irá para o plural. Existem três adjetivos compostos que constituem exceção à regra anterior. São eles:

1. Surdo-Mudo: tem plural nos dois elementos.
Exemplo: meninos surdos-mudos.

2. Azul-Marinho: é invariável, isto é, não tem plural em nenhum dos elementos.
Exemplo: roupas azul-marinho

3. Azul-celeste: também é invariável.
Exemplo: cortinas azul-celeste

2º tipo: adjetivo+substantivo

Exemplos:

cortina verde-esmeralda ⇒ cortinas verde-esmeralda
chapéu amarelo-laranja ⇒ chapéus amarelo-laranja
roupas azul-mar ⇒ roupas azul-mar

Conclusão: Quando o adjetivo composto for formado por adjetivo + substantivo, ele ficará sempre no singular.