[GER-HU] 3.1 – Apostila

DOMÍNIOS CLIMATOBOTÂNICOS BRASILEIROS

Nesta aula vamos aprender sobre as principais formas de vegetação do Brasil, ou seja, nossos principais biomas de acordo com a classificação de uns dos mais importantes geógrafos brasileiros que faleceu em 2012, Aziz Ab’Sáber. Vale ressaltar que grande parte dos biomas que vamos mencionar já foram fortemente degradados devido a ação do homem.

Vejamos a seguir:

 

1) Mata Atlântica:

É a vegetação encontrada no litoral do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul de grande biodiversidade por estar em um clima quente e úmido. É uma vegetação fechada, latifoliada, perene e grande parte das árvores é de grande porte. Atualmente temos menos de 7% da cobertura original em função da grande concentração populacional no litoral brasileiro desde a época do descobrimento.

 

2) Domínio da Caatinga:

Encontrada apenas no sertão nordestino, onde o clima é o semiárido. Logo esse bioma está adaptado às condições hídricas da região, conseguindo sobreviver em um clima muito seco. No período da seca grande parte da vegetação perde as folhas, dando aspecto esbranquiçado que da origem ao nome. As folhas são pequenas e a vegetação possui muitos espinhos. Caatinga significa mata branca, onde existe o predomínio de xerófilas, cactáceas e bromeliáceas.

 

3) Domínio das Araucárias:

Também conhecida como mata dos pinhais, localizada principalmente no Sul do Brasil, onde o clima é o subtropical e também encontramos nas regiões mais altas, como Campos do Jordão e Poços de Caldas, onde o clima é mais ameno graças à altitude.

 

4) Domínio das Pradarias:

Também conhecidas como campos, pampas ou campanha gaúcha. Localizado no Sudoeste do Rio Grande do Sul. Essa região é fortemente explorada pela pecuária extensiva, pois trata-se planícies com gramíneas, vegetação rasteira e com árvores espaçadas, ou seja, ideal para a pecuária.

 

5) Domínio do Cerrado:

Ocorre predominantemente na região central do nosso país onde o clima é o tropical, caracterizado por uma estação quente e chuvosa e outra mais fria e seca. Também é conhecido como a Savana brasileira e desde a década de 1970 sofre intenso processo de desmatamento graças à expansão da agropecuária. Caracterizado gramíneas, arbustos e árvores espaçadas. Essas árvores são de médio ou pequeno porte, casca grossa, troncos retorcidos, raízes profundas e folhas pequenas para reduzir a transpiração e evitar a perda de água principalmente no período da seca.

 

6) Domínio Amazônico:

Conhecida como Floresta Equatorial Latifoliada, a Amazônia se destaca pela enorme continuidade de florestas – Localizada no norte brasileiro, em uma área de clima equatorial (quente e chuvoso) o que certamente permite árvores perenifólias e latifoliadas. Divide-se em três partes:

⇒ Mata de Igapó: ocorre em áreas inundadas da planície amazônica, onde predomina plantas aquáticas, como a Vitória-Régia.
⇒ Mata de Várzea: ocorre em regiões inundadas nos períodos de cheias. Possui grande diversidade de espécies, entre elas a seringueira.
⇒ Mata de terra firme: ocupa a maior parte desse bioma, com a vegetação de maior porte, com árvores que medem mais de 50 m de altura, como o mogno e cedro.

 

Obs.: o solo amazônico possui uma estreita camada fértil, e as partes mais profundas são extremamente arenosas. Hoje a pecuária é a principal responsável pelo desmatamento dessa região, pois as terras possuem menor valor quando comparadas as outras áreas do Brasil.

 

7) Domínio dos Mares e Morros:

Encontrado na região leste (litoral) do Brasil, onde encontramos o domínio Atlântico. Possui esse nome graças às formas arredondadas do relevo.

 

8) Faixas de Transição:

Essa faixa que não é homogênea, pois é a passagem entre dois ou mais domínios. Por isso, mesmo sendo denominada no mapa com uma única legenda, ela não representa um único domínio. Por exemplo, quando comparamos a passagem entre o domínio das Araucárias e Pradarias e a passagem entre o Domínio Amazônico e Caatinga. A Mata dos Cocais é considerada a área de transição entre o domínio Amazônico e a Caatinga. Vejamos as suas características:

⇒ Mata dos cocais: formada predominantemente por palmeiras e o clima oscila entre a umidade amazonense e o clima seco do agreste nordestino.

Temos também outros dois tipos de formações vegetais importantes o pantanal e os mangues. Abaixo suas principais características:

⇒ Complexo do Pantanal: Pantanal significa área alagada. Localiza-se na planície central da América do Sul. No Brasil, está no Mato Grosso. As chuvas do verão deixam essa região alagada. No inverno com a estiagem, a água permanece nos leitos dos rios, deixando uma área fértil e rica em diversidade. Nessa formação complexa, é comum encontrarmos campos, cerrados, vegetação aquática e florestas.

⇒ Mangues: é a vegetação litorânea de transição entre o ambiente terrestre e o marinho. Localizada no encontro de rios com o mar, ou seja, em ambientes salobros. Neste bioma, o solo é úmido, salgado e rico em nutrientes, o que atrai muitas espécies para a reprodução, formando um “berçário” natural. Uma de suas características marcantes são as raízes que ficam expostas.