[GER-LP] 18.1 – Apostila

PALAVRAS INVARIÁVEIS

1) Advérbio:

a) Conceituação

Compare as duas frases abaixo:

Marcos chegou

verbo

 

Marcos chegou hoje

verbo

 

Podemos notar que na segunda frase, a palavra “hoje” modifica o verbo “chegar”, acrescentando a ele uma ideia de tempo. Dizemos, por isso, que a palavra “hoje” é um advérbio.

Agora, compare estas frases:

O jogo foi   bom.

adjetivo

O jogo foi muito bom.

adjetivo

Verificamos aí que, na segunda frase, a palavra “muito” modifica, intensifica a qualidade contida no adjetivo “bom”. Dizemos, por isso, que a palavra “muito” é um advérbio.

Comparando ainda outras duas frases:

O time jogou bem.

advérbio

O time jogou muito bem.

advérbio

 

Na segunda frase a palavra “muito” intensificou o advérbio “bem”. Dizemos, por isso, que “muito” é um advérbio.

Dos exemplos acima, podemos concluir que:

Advérbio é uma palavra que modifica o sentido do verbo, do adjetivo ou de outro advérbio.

 

b) Classificação dos advérbios

Os advérbios recebem o nome da circunstância ou de outra ideia acessória que expressam. Dessa forma, temos advérbios de:

  1. Afirmação: sim, certamente, etc.
  2. Dúvida: talvez, possivelmente, etc.
  3. Intensidade: bem, demais, muito, pouco, mais, etc.
  4. Lugar: abaixo, acima, aqui, longe, dentro, lá, etc.
  5. Modo: assim, depressa, mal, lentamente, etc.
  6. Negação: não, nem.
  7. Tempo: agora, hoje, cedo, antes, nunca, ontem, etc.

 

c) Locução adverbial

Locução adverbial é todo conjunto de duas ou mais palavras que funciona como advérbio.

Exemplos: ás cegas, com certeza, gota a gota, de vez em quando, etc.

As locuções adverbiais classificam-se como os advérbios: de modo, de lugar, de tempo, etc.

 

2) PREPOSIÇÃO:

Preposição é a palavra que liga outras duas, relacionando-as ou subordinando-as entre si.

Exemplos:

Os viajantes vieram da cidade. (de + a)
Todos acreditam em você.
Eles já foram para casa.

 

a) Classificação das preposições

⇒ Preposições essenciais: a, ante, após, até, contra, com, de, desde, em, entre, para, perante, por, sem, sob, sobre.

⇒ Preposições acidentais: como,conforme, segundo, mediante, fora, etc.

 

3) CONJUNÇÃO:

Conjunção é a palavra cuja função principal é ligar entre si duas orações.

A conjunção integrante une as orações subordinadas substantivas: QUE, SE. As conjunções coordenativas unem as orações coordenadas sintéticas: mas, porém, e, nem, pois, embora, ou… ou, ora… ora, logo, etc.

As conjunções subordinativas unem as orações subordinadas adverbiais: porque, como, quando, embora, conforme, para que, à proporção que, depois que, etc.

 

4) INTERJEIÇÃO:

Interjeição é a palavra ou locução que exprime, de modo vivo, nossas emoções.

Um mesmo estado de espírito pode ser expresso por mais de uma interjeição e vice-versa.

Exemplos: ”ah”, “Bravo”, “Ei”.